Translate

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Guararema, um amor de cidade!


Também conhecida como Cidade Natal, pra mim é simplesmente um amor de cidade!

Lá nos idos de 2007 o Marcos já tinha falado que eu precisava conhecer Guararema, ele tinha certeza que eu gostaria da cidade. Eu sabia que era perto,  mas fui adiando. Até que no ano seguinte,  num feriado bem no meio da semana,  peguei a Lívia, enchi seus cabelos de cachinhos pra ficar mais charmosa, arrumamos as mochilinhas e fomos pra Guararema!

Lívia, pequenininha no nosso primeiro passeio à Guararema
Pegamos um ônibus circular até Jacareí, e de lá,  outro ônibus até Guararema. Quando chegamos não houve erro: a cidade é pequenininha e linda,  tudo fácil de achar.
Primeiro fomos no Recanto do Américo (ou Pau d'Alho). Trata-se de um complexo a beira do Rio Paraiba, que ali ainda é limpo e repleto de peixes. Tem um quiosque com mesinhas na calçada,  banheiros e pontes que passam sobre o rio e levam a alguns mirantes. Tudo muito lindo. A Lívia ficou encantada porque foi ali que viu pela primeira vez um socó.


Olha o socó aí!



Depois seguimos pela mesma calçada, em direção à Ilha Grande,  um Parque Municipal no meio do Rio Paraiba,  no centro da cidade, o espetáculo começa na ponte,  jogando ração para os peixes eles afloram às centenas, lindo de se ver.
A ilha conta com um Núcleo de Educação Ambiental, pista para caminhada, playground, banheiros, quiosques e bebedouros, tem também um mirante para o Rio e muitas capivaras, e aquele pé de pitanga que fica carregadinho em outubro,  hummmm!




Nossa, quanto peixe!!!
Capivara mansinha, mansinha.



Huuummmmmmm, pitangas!!!
Passamos a tarde ali, visitamos as lojinhas de artesanato,  tomamos um sorvete e voltamos pra casa apaixonadas pela cidade.







Cadê a lagartinha que tava na minha cabeça?!

Depois disso quase criamos raízes lá (e estou pensando seriamente no assunto)! Sempre que pinta aquela vontade de sair da cidade,  mas o tempo é curto,  Guararema é a escolhida, pela distância e pela hospitalidade.
Fomos uma vez na época do Natal,  e ficamos maravilhados com a beleza da cidade,  mais ainda ao saber que os enfeites foram todos feitos com material reciclável,  basicamente garrafa pet, inacreditável!









A cidade também tem o Parque da Pedra Montada, um pouco mais afastado do centro,  a Estação Ferroviária,  que foi toda restaurada e está linda,  com uma Maria Fumaça pronta pra funcionar, além do trem de carga que também corta a cidade.











O melhor é que tudo fica perto. Com um pouco de sorte (se chegar cedo), você consegue estacionar seu carro em frente ao Recanto do Américo,  se não conseguir não tem problema,  estacione na rua,  não tem zona azul! Dali você segue a pé para quase todas as atrações da cidade.
Fiz tanta propaganda que minha amiga Fabiana quis comemorar o aniversário lá e foi um dia muito especial pra todos!





Estacionamento do Recanto do Américo, cheio de Miuras
A cidade fica no meio do caminho entre Jacareí e Mogi das Cruzes, tem dois portais de entrada, entre por um e saia pelo outro só pelo prazer de conhecer.
Você pode ir pela Via Dutra, Carvalho Pinto ou passando por dentro de Jacareí e seguindo pela Rod. Enrique Eroles, mas fique esperto pois Jacareí é a cidade das multas, o trânsito é um tanto confuso, a velocidade máxima permitida muda repentinamente e haja radares, ande sempre na velocidade mínima.
Mais dicas nesses sites: www.guararema.sp.gov.br e www.guararema.com.br e boa viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário