Pular para o conteúdo principal

Trombadinha no Camping


Lembrei dessa história esses dias, eu tinha que contar, né?!
Essa aconteceu em 2011, logo que compramos nossa T3+. De um estalo resolvemos ir pro litoral. Enchemos o carro com a tralha toda e pegamos a estrada, o Marcos, o Matheus e eu. Já saimos um pouquinho tarde e chegamos em São Sebastião quando começava anoitecer. Nessa época o Matheus, adolescente e ex-gordinho, tava numa fissura de emagrecer, e olha que já estava no limite, não tinha mais nem meio grama de gordura pra perder, parecia um palitinho, nos deixando preocupados com uma possível anorexia, pra piorar, ele que não tem o cabelo muito, digamos assim, assentado, resolveu deixar a cabeleira crescer, estava praticamente black power! Se eu encontrasse com ele a noite por aí me assustava fácil!

O Matheus!!!
Achamos um camping pra ficar lá, o Camping Pinon. A área para barracas não é grande, mas é plana, bem arborizada, eles tem estacionamento, piscina (que na ocasião estava em manutenção),         uma lanchonete, os banheiros são muito bons, tem também chalés na encosta do morro e uma área    para traillers (inclusive algumas pessoas moram mesmo ali), guarita na entrada, tudo bem organizado.   Na época a diária era de R$ 30,00 por pessoa.

Área para barracas
Assim que chegamos e arrumamos um local próximo a um ponto de luz para montar a barraca, uma mulher muito simpática veio nos atender, não recordo seu nome, ela nos levou para conhecer todas as dependências do camping, enquanto isso o Matheus, magrelo, cabeludo, com a roupa larga e com cara de quem tava passando fome, ficou pra trás. Ninguém no camping tinha percebido que ele estava com a gente, até que ele subiu correndo pra nos alcançar e então começou a gritaria: 
- O moleque aí!!! Pega! Pega! TROMBADINHA!!! Pega o moleque! Segura!!! Cuidado! Ohhhhh!!! Meu Deus!!! Socorro!!! Pega o trombadinha!!! O moleque aí, o moleque!!!
Nos assustamos com aquela algazarra. O que estava acontecendo??? Aí o segurança saiu da guarita e veio correndo, já com a língua de fora, atrás do Matheus:
- É esse moleque aí!
Eu fiquei sem entender, mas o Marcos entendeu na hora:
- O que? Vocês estão chamando o meu filho de trombadinha? Estão loucos? Se alguém encostar um dedo no meu filho eu arrebento tudo aqui!!!
Vixi, caiu minha ficha: o Matheus com aquela cabeleira doida, roupona que nem parecia dele de tão larga que estava, pé no chão, cara de fome, cara de trombadinha mesmo, correndo pelo meio do camping, não deu outra, confundiram mesmo, no escuro até eu confundiria!!!
Olha, não é fácil tirar o Marcos do sério, mas ele ficou muito bravo! Mexeu com os filhos dele já era! E eu só pensando comigo: 
- É agora que vai rolar golpe de capoeira pra tudo que é lado, nem quero ver!!! E o Marcos não vai querer ficar nesse camping, tá ameaçando chover e a gente vai ter que sair e procurar outro lugar pra ficar agora à noite?... Affff!

O capoeira
Mas a mulher que estava nos atendendo explicou que o pessoal lá estava meio assustado porque um dia antes uns trombadinhas realmente entraram lá, só que pela parte de trás, pelo morro, e levaram tudo que puderam dos chalés! Aí uma das moradoras do camping, que já arrumou confusão com todo mundo lá dentro, quando viu o Matheus se assustou e alarmou o camping todo.
O Matheus, coitado, ainda sem entender direito, meio assustado com aquela turba atrás dele, eu preocupada com o que poderia acontecer, e o Marcos lívido de raiva! Mas a atendente foi tão simpática que nos convenceu que era só um mal entendido sem maiores sequelas e que poderíamos ficar ali numa boa, pra relevarmos porque aquela senhora era meio doida mesmo!
Voltamos para montar a barraca, não sem antes o Marcos avisar a todos pra nem olharem pro filho dele. Montamos a barraquinha, arrumamos nossas coisas e fomos dar uma voltinha na cidade, onde lanchamos.
Quando voltamos pra barraca, todo mundo mais calmo, lembramos do que aconteceu e caímos na risada, também pudera, o Matheus tava muito largado mesmo, o intimamos a se alimentar melhor, cortar o cabelo e mudar seu modo de vestir, senão aquela imagem de trombadinha não ia desgrudar dele!!!
No dia seguinte fomos passear em Ilhabela, passamos boa tarde do dia ali, agradável como sempre, apesar dos borrachudos...

Na balsa...









Esse Marcos não toma jeito...



Matriz de Ilhabela



Restaurante Senzala, bom e barato!

Na noite anterior ouvimos chegar um pessoal depois que já estávamos deitados, apertados naquela barraquinha tão pequena, de manhã vimos que tinham montado uma barraca enorme atrás da nossa, acho que era uma T4, que deixou a nossa no chinelo. Decidimos comprar uma barraca maior assim que voltássemos pra casa!
No dia seguinte tínhamos que ir embora pois o Marcos ainda pegaria a estrada para ir trabalhar, mas resolvemos fazer diferente, ao invés de voltarmos pela Tamoios resolvemos voltar fazendo o trajeto Bertioga-Mogi, eu já conhecia, eles não, e foi o que fizemos. É claro que a viagem demorou muuuuito mais do que pelo trajeto costumeiro, mas valeu muito a pena porque é lindo!!! Fomos parando em alguns lugares pra tirar umas fotinhos...
Cachoeira de Toque-Toque
Capela de Toque-Toque Pequeno



Capela de Toque-Toque Grande
É um roteiro bem interessante!







Comentários

  1. Olá!

    kkkkkkk....achamos muito engraçada a história, tadinho do Matheus!

    Mas que bom que no final tudo foi esclarecido sem maiores problemas.

    Abraços,

    Os Malas Prontas.
    http://campingmalasprontas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkk, aguardem, porque todo mundo passa por uma história tragicômica um dia!!!
      Abraços!!!

      Excluir
  2. Que em seu coração reina td aquilo que vc deseja, pois o Senhor te fará como um jardim regado, plantado e cuidado pelo Espírito dele e fluirá como um manancial de "águas vivas" bjinhos vc é muito especial pra mim.... FELIZ PÁSCOA
    (`'•.¸(`'•.¸¸.•'´)¸.•'´)
    «`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
    «`'•.¸.¤(\__/)¤.¸.•'´»
    «`'•.¸.¤(=':'=)¤.¸.•'´»
    «`'•.¸.¤(")_(")¤.¸.•'´»
    «`'•.¸.¤¤¤¤¤¤¤.¸.•'´»
    (¸.•'´(¸.•'´`'•.¸)`' •.¸)'

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. E a recíproca é verdadeira, Paula, amamos conhecer vcs e mal esperamos pela próxima!!! Bjs...

      Excluir
  4. Olá Lelah. Ri demais desta postagem! Esse menino deve estar traumatizado até hoje!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas foi muito engraçado mesmo, kkkkkkkkkkkkk, tem que ver como agora ele anda todo arrumadinho!!!

      Excluir

Postar um comentário

Mais visitados

Um dia... Bonito

Todo mundo já deve ter ouvido que Bonito é Lindo, e não é que é mesmo?! Essa história já tem um tempinho...

A tralha... Ops, equipamento!

Faz pouco tempo que começamos nessa vida de campistas, e assim que decidimos comprar nossa primeira barraca, em outubro de 2011, achamos que era necessário comprar mais algumas coisinhas pra complementar, ficamos enlouquecidos e saímos comprando tudo que achávamos interessante, rssssss! E sempre que surge uma oportunidade juntamos a tralha e saímos por aí...

Isolante Térmico

Oi, gente! Passando aqui só pra dar uma dica rápida: Isolante Térmico, o frio já está voltando!!!
A maioria das vezes acampamos no verão. É que eu tenho um probleminha com o inverno: eu odeio o frio! Eu sofro demais com o frio!